A tática Columbo

Um dos nossos filósofos preferidos é Greg Koukl, do ministério americano Stand to Reason.

Greg tem se dedicado por mais de 30 anos ao treinamento de cristão na defesa do cristianismo.

Mas o mais interessante é que o trabalho de Greg não é simplesmente treinar as pessoas na arte da apologética de qualquer maneira. Existe um componente interessante que ele sempre tem focado em seu trabalho que é o uso tático e gracioso do conhecimento. Um trabalho de formação de embaixadores mais do que de guerrilheiros. Assim como Paulo diz que somos em 2 Coríntios 5:20. E entre as características de um embaixador está conhecimento, caráter e sabedoria.

Uma das ferramentas utilizadas por Greg que nós temos experimentado com sucesso é a tática Columbo. Ela é perfeita para compartilhar suas convicções cristãs e desafiar as convicções de outras pessoas.

Abaixo nós postamos um resumo do que é essa tática com uma explicação do próprio Greg. Você pode saber mais visitando seu site (o link se encontra abaixo) e também lendo seu livro Tactics, que pode ser comprado no site do Amazon.

 

A tática Columbo

por Greg Koukl

 

Você pode direcionar as conversas em uma maneira não-ofensiva, usando estas três perguntas cuidadosamente selecionadas:

 

Para saber mais sobre o que a pessoa acredita, pergunte: O que você quer dizer com isso?

  • Esclarece as afirmações que a pessoa está fazendo.
  • Nos diz o que a pessoa pensa.
  • Fornece uma boa partida para conversa.

 

Para fazê-los defender os seus próprios pontos de vista pergunte: Como você chegou a essa conclusão?

  • Esclarece as razões para as ideias da pessoa.
  • Nos diz como a pessoa pensa.
  • Faz com que a outra pessoa tenha o “ónus da prova” para suas próprias reivindicações.

 

Para descobrir uma falha no pensamento, começa a sua pergunta com: Você pode esclarecer isso para mim?

  • Use esta opção quando as razões não suportam adequadamente a alegação da pessoa.
  • Desafia uma fraqueza ou contradição na sua opinião.
  • Descobre a falha com uma pergunta ao invés de uma declaração, e os incentiva a pensar no que eles acreditam.

 

Também use a tática Columbo para sair do banco “quente”.

  • Mude do modo de argumentação para o modo de busca dos fatos
  • Tire a pressão, usando as duas primeiras questões Columbo.
  • Finalize com “deixe-me pensar sobre isso” e faça uma pesquisa sobre o assunto no seu templo livre, antes de continuar a conversa.

 

Lembre-se, não há necessidade de marcar “gols de placa” cada vez que você trouxer alguém para a conversa. Você pode ser eficaz e respeitoso, aprendendo mais sobre as opiniões das outras pessoas sem ser argumentativo com algumas perguntas simples.

 

Stand to Reason – Treinando embaixadores cristãos nas áreas de conhecimento, sabedoria e caráter – www.str.org

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest