Evangelismo: ganhando sempre

Um dos motivos que muitos alegam para não se fazer evangelismo é o medo.

Entre esses vários medos, está o de não saber o resultado final de um evangelismo.

É importante lembrar que não é nosso trabalho converter. Esse é um trabalho do Espírito Santo (João 16:8).

Uma das formas de superarmos esse medo é sabermos quais são os tipos de resultados finais possíveis em um encontro evangelístico e nos prepararmos para ele.

Vamos ler o seguinte texto de Atos:

 

Atos 17:32-34

“Mas quando ouviram falar em ressurreição de mortos, uns escarneciam, e outros diziam: Acerca disso te ouviremos ainda outra vez. Assim Paulo saiu do meio deles. Todavia, alguns homens aderiram a ele, e creram, entre os quais Dionísio, o areopagita, e uma mulher por nome Dâmaris, e com eles outros”.

 

Esse texto é muito bom para analisarmos os três tipos de resultados possíveis no evangelismo.

  1. a) A pessoa pode se converter (v34).
  2. b) A pessoa vai pensar. A semente foi plantada (v32b).
  3. c) A pessoa rejeitar a mensagem (v32a).

 

Podemos dizer que o primeiro cenário (a) é o melhor cenário possível. A pessoa ouve a mensagem e se converte. É sempre uma grande felicidade quando isso acontece. Vamos chamar essa situação de situação vencedora.

O segundo cenário (b) talvez não seja o ideal em um primeiro momento, mas com ele podemos dizer que cumprimos com nosso dever. A pessoa ouviu a mensagem do evangelho e não a rejeitou naquele momento, mas vai ficar pensando sobre isso. A semente foi plantada. Missão cumprida. Podemos chamar também essa situação de uma situação vencedora.

O último cenário (c) é aquele que todos temos medo. A pessoa que está sendo evangelizada rejeita a mensagem do evangelho e pior ainda (como no caso de Paulo) ainda zomba do mensageiro. Não podia ser pior. Vamos chamar essa situação de situação perdedora.

Se fossemos montar uma tabela com o resultado possíveis para um encontro de evangelismo, vamos ter vencedora, vencedora, perdedora.

 

A – Vencedora / B – Vencedora / C – Perdedora

 

Analisando com mais calma, dois terços de todos os encontros evangelísticos possíveis vão resultar em uma situação vencedora. Essa é uma taxa muito boa de sucesso. Em qualquer empreitada.

Deveríamos nos sentir animados o bastante com essa média. Deveria ser o bastante para nos sentirmos incentivados a sair e compartilhar o evangelho com o mundo.

Se 2/3 de todo evangelismo feito podem ser considerados como sucesso e se isso já deveria ser um grande fator motivador, quão motivador seria se pudéssemos afirmar que todos os nossos evangelismos podem ser considerados vencedores? Cem por cento das vezes?

Vamos analisar um pouco melhor a terceira situação, que chamamos de perdedora.

Mark Cahill, grande evangelista, em seu livro “Evangelismo – uma coisa que você não pode fazer no céu” aborda essa questão sobre os resultados finais de um evangelismo. Refletindo sobre essa última situação, a chamada perdedora (c), dois versículos bíblicos vieram à mente:

 

1Pe 4:14

“Se pelo nome de Cristo sois vituperados (zombados), bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória, o Espírito de Deus.

Se um evangelismo, a pessoa rejeitar o evangelho ou mesmo nos insultar, temos a garantia de Deus que isso é bom para nós. Somos bem-aventurados, somos felizes! E isso é bom”.

 

Lucas 6:22-23

“Bem-aventurados sereis quando os homens vos odiarem, e quando vos expulsarem da sua companhia, e vos injuriarem, e rejeitarem o vosso nome como indigno, por causa do Filho do homem. Regozijai-vos nesse dia e exultai, porque eis que é grande o vosso galardão no céu; pois assim faziam os seus pais aos profetas”.

 

Além de sermos bem-aventurados por termos sido rejeitados, ainda devemos nos regozijar, porque grande é o nosso galardão no céu.

Veja que mesmo na situação que consideramos como perdedora, quando analisamos do ponto de vista bíblico, essa é mais uma situação vencedora! Ou seja, 10 em cada 10 evangelismos vão terminar de uma forma positiva para o cristão, desde que ele tenha em mente a perspectiva bíblica do que é positivo.

Não existe motivo para não evangelizarmos. A nossa taxa de garantia é de 100%. E 100% de garantia é uma taxa incrível para qualquer empreitada.

Resumindo: você não tem o que temer quando for evangelizar. Você tem 100% de garantia dos resultados! Você vai sempre ser um vencedor no evangelismo! E essa é uma garantia bíblica!

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest